Para transformar ideias em negócios de sucesso, Rondônia recebe Programa Centelha 2

Serão selecionadas até 22 ideias inovadoras e os interessados podem se inscrever até 18 de fevereiro de 2022

Para transformar ideias inovadoras em negócios de sucesso, o Programa Centelha 2 acaba de abrir inscrições em Rondônia. A iniciativa oferecerá recursos financeiros, capacitação e suporte aos 22 projetos que serão selecionados. Os contemplados receberão R$ 53.636,00 em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico. Os interessados podem se inscrever gratuitamente até o dia 18 de fevereiro de 2022.

Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI, em Rondônia, o programa é executado pela Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa de Rondônia (FAPERO).

De acordo com Paulo Haddad, presidente da FAPERO, o Programa Centelha pode modificar a vida de quem deseja começar a empreender. “O empreendedor terá, de fato, topo o apoio, suporte e recursos necessários para colocar a sua ideia em prática. Queremos que iniciativas como essa sejam cada vez mais valorizadas e ampliadas”, conclui.

Em sua primeira edição, o programa contou com mais de 15 mil ideias submetidas nacionalmente e mais de 1 mil municípios envolvidos. Neste ano, o Programa Centelha 2 acontecerá em 25 Estados e no Distrito Federal.

Para mais informações sobre o edital, o cronograma e todas as informações para submissão, confira https://programacentelha.com.br/ro/.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Programa Centelha 2 abre inscrições para selecionar ideias inovadoras no Maranhão

Iniciativa oferecerá até R$ 52 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico

Transformar ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso é o principal objetivo do Programa Centelha 2, que acaba de abrir inscrições no Maranhão. A iniciativa oferecerá recursos financeiros, capacitação e suporte aos 28 projetos selecionados, que também serão contemplados com até R$ 52 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico. As inscrições seguirão abertas até o dia 21 de março de 2022.

Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI, no Maranhão, o programa é executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAPEMA).

De acordo com o diretor-presidente da FAPEMA, André Santos, o Programa Centelha é essencial para a evolução do Estado do Maranhão em termos de inovação. “A iniciativa é uma oportunidade de aproximar a academia de empresas, por meio do processo de transformação de ideias em produtos, proporcionando, assim, retorno financeiro ao Brasil”, explica.

Em sua primeira edição, o programa contou com mais de 15 mil ideias submetidas nacionalmente e mais de 1 mil municípios envolvidos. Somente no Maranhão foram mais de 240 ideias submetidas e 693 empreendedores capacitados. Neste ano, o Programa Centelha 2 acontecerá em 25 Estados e no Distrito Federal.

Para mais informações sobre o edital, o cronograma e todas as informações para submissão, confira https://programacentelha.com.br/ma/.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Sergipe seleciona empreendimentos inovadores

Programa Centelha 2 apoiará empresas com até R$ 53 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico

Estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora são os pilares do Programa Centelha 2, que acaba de chegar em Sergipe. Em sua segunda edição, a iniciativa oferecerá recursos financeiros, capacitação e suporte para transformar novas ideias em negócios de sucesso. A expectativa é que até 23 projetos sejam selecionados e os contemplados serão apoiados com até R$ 53 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico. As inscrições seguirão abertas até o dia 25 de janeiro de 2022.

Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI, em Sergipe, o Programa é executado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica (FAPITEC).

De acordo com o Diretor-Presidente da FAPITEC, Ronaldo Botelho, a iniciativa é essencial para o desenvolvimento do Brasil. “O Centelha é gerador de oportunidades, visto sua capacidade de abranger diversos setores da economia e chegar em empreendedores que não possuem acesso a crédito”, afirma.

Em sua primeira edição, o programa contou com mais de 15 mil ideias submetidas nacionalmente e mais de 1 mil municípios envolvidos. Somente em Sergipe foram mais de 1,6 mil empreendedores capacitados, 579 ideias submetidas e 23 empresas apoiadas. Neste ano, o Programa Centelha 2 acontecerá em 25 Estados e no Distrito Federal.

Para mais informações sobre o edital, o cronograma e todas as informações para submissão, confira https://programacentelha.com.br/se/.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Juliana Oliveira – (11) 98398-5305 – juliana@oliverpress.com.br

Patricia Hidaka – (11) 988110052 – patricia@oliverpress.com.br

Raquel Cruz – (11) 99883-0091 – raquel@oliverpress.com.br

Elaine Tessarolo – (11) 99996-7938 – elaine@oliverpress.com.br

Luna Oliva – (13) 99674-6505 – luna@oliverpress.com.br

Programa Centelha 2 chega ao Amazonas com o objetivo de selecionar até 50 projetos empreendedores

Projeto apoiará as empresas selecionadas com até R$ 60 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico

Com o principal objetivo de estimular o empreendedorismo inovador, o Programa Centelha 2 está com inscrições abertas no Amazonas até o próximo dia 11 de janeiro de 2022. Em sua segunda edição, a iniciativa oferecerá recursos financeiros, capacitação e suporte para transformar novas ideias em negócios de sucesso. A expectativa é que até 50 projetos sejam selecionados e os contemplados serão apoiados com até R$ 60 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico.

Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI, no Amazonas, o Programa é executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).

De acordo com Márcia Perales Mendes, Diretora-Presidente da FAPEAM, é uma alegria e um grande desafio trazer mais uma edição do Programa Centelha ao Amazonas. “É necessário uma articulação de todo o ecossistema de inovação. Precisamos que as pessoas ousem e encaminhem ideias maravilhosas. Desejo a todos os envolvidos muito sucesso”, finaliza.

Em sua primeira edição, o programa contou com mais de 15 mil ideias submetidas nacionalmente e mais de 1 mil municípios envolvidos. Somente no Amazonas foram mais de 2,4 mil empreendedores capacitados, 964 ideias submetidas e 18 empresas apoiadas. Neste ano, o Programa Centelha 2 acontecerá em 25 Estados e no Distrito Federal.

Para mais informações sobre o edital, o cronograma e todas as informações para submissão, confira https://programacentelha.com.br/am/.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Juliana Oliveira – (11) 98398-5305 – juliana@oliverpress.com.br

Patricia Hidaka – (11) 988110052 – patricia@oliverpress.com.br

Raquel Cruz – (11) 99883-0091 – raquel@oliverpress.com.br

Elaine Tessarolo – (11) 99996-7938 – elaine@oliverpress.com.br

Luna Oliva – (13) 99674-6505 – luna@oliverpress.com.br

Programa Centelha 2 abre inscrições em Alagoas para transformar ideias em empreendimentos de sucesso

Programa oferece capacitação, suporte e recursos financeiros; projetos escolhidos serão apoiados com até R$ 53 mil em subvenção econômica 

Não há dúvidas de que todas as empresas de sucesso começam com grandes e inovadoras ideias. Pensando nisso, e com o principal objetivo de apoiar e estimular a criação de novos negócios inovadores, o Programa Centelha 2 está com inscrições abertas em Alagoas, entre os dias 27 de outubro a 03 de janeiro. A iniciativa oferecerá capacitação, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. Cerca de 50 projetos serão apoiados com até R$ 53 mil em subvenção econômica e R$ 26 mil em bolsas de apoio técnico.

As propostas poderão ser submetidas por pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 meses de existência anteriores à data de publicação do edital. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI. Em Alagoas, é executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (FAPEAL). 

De acordo com o Diretor Presidente da FAPEAL, Fábio Guedes, é essencial que as ideias e inovações tenham apoio do Estado para obter êxito. “Não há inovação no mundo, não há quem corra riscos empresariais sem apoio. O Programa Centelha é essencial para que essas ideias consigam avançar e crescer”, completa.

Em sua primeira edição, o programa contou com mais de 15 mil ideias submetidas nacionalmente e mais de 1 mil municípios envolvidos. No Estado de Alagoas foram mais de 1,2 mil ideias submetidas, 3,4 mil empreendedores capacitados e 29 startups apoiadas. As inscrições devem ser realizadas por meio do site https://al2.programacentelha.com.br/

Para mais informações sobre o edital, o cronograma e todas as informações para submissão, acesse: https://programacentelha.com.br/al/

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Juliana Oliveira – (11) 98398-5305 – juliana@oliverpress.com.br

Patricia Hidaka – (11) 988110052 – patricia@oliverpress.com.br

Raquel Cruz – (11) 99883-0091 – raquel@oliverpress.com.br 

Elaine Tessarolo – (11) 99996-7938 – elaine@oliverpress.com.br

Luna Oliva – (13) 99674-6505 – luna@oliverpress.com.br

Eventos pelo Brasil

Amapá

Print de tela com imagens dos participantes em reunião online

Evento de lançamento da Fase 4 do Programa Centelha AP

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (FAPEAP), em conjunto com a  Finep e Fundação CERTI realizou no dia 29 de janeiro o Workshop de Acompanhamento do Programa Centelha AP. O Programa visa estimular o ecossistema de empreendedorismo inovador do Brasil com suporte financeiro e capacitações para ideia inovadoras.

Os empreendedores contemplados para a última fase do Programa puderam tirar dúvidas e entender sobre gerenciamento dos recursos oferecidos pelo Centelha e gestão projeto. Estiveram presentes no evento Vitor Kappel, superintendente da área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico (APDT) da Finep; Fernanda Konradt, coordenadora de projeto da Fundação CERTI; integrantes da equipe FAPEAP, além de representantes das 15 empresas contratadas.

Ceará

Print da tela da reunião online com logo do centelha à esquerda.

Evento de capacitação dos empreendedores selecionados no Programa Centelha CE

A Funcap realizou, no último dia 1º de março, reunião online com os pesquisadores aprovados no edital Centelha, iniciativa que visa estimular a criação de soluções inovadoras por pequenas e médias empresas e e disseminar a cultura empreendedora no Brasil.

O encontro contou com a participação de Jorge Soares, diretor da inovação da Funcap, e de Vitor Kappel, superintendente da área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico (APDT) da Finep, além de assessores técnicos da Funcap e representantes de 20 empresas. O principal objetivo foi capacitar os recém-contratados através de uma apresentação sobre o Guia de Execução e Prestação de Contas.

Executado no Ceará pela Funcap, o Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e operado pela Fundação CERTI.

Fonte: Funcap

Eventos pelo Brasil

Mato Grosso

Imagem do presidente assinado documento junto com contemplado

Presidente da Fapemat assina outorga de contemplados Créditos: Widson Ovando/DTC

No dia 17 de dezembro, o Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), Marcos de Sá assinou a outorga de 16 empresas selecionadas no Programa Centelha-MT.

O edital foi lançado em outubro de 2019. As propostas passaram por três etapas de classificação e ao final foram selecionadas 27 ideias inovadoras. Cada empresa outorgada receberá até R$ 60 mil de subvenção econômica, sendo necessário um aporte de 5% das selecionadas como contrapartida.

O Superintendente da área de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep, Marcelo Nicolas Camargo, representante do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação ressaltou a importância do programa. “Com um país deste tamanho não conseguimos fazer um movimento de inovação se ele não tiver efetivamente escala, volume com quantidade de projetos apoiados, empreendedores, pessoas que estejam  envolvidas em torno desse ciclo. Mato Grosso é um exemplo confirmando uma política de estado na questão de empreendedorismo inovador”.

Leandro Carioni, diretor de empreendedorismo inovador da Fundação CERTI incentivou os empreendedores. “Todas essas parcerias que foram desenvolvidas vão proporcionar futuramente postos de trabalho e gerar empregos e impostos para o estado de Mato Grosso. Esse é o momento de virar a chave e partir para um pensamento positivo, uma visão otimista do que vai acontecer daqui pra frente, desejar obviamente que esses novos empreendedores cumpram seu papel e façam com que esse dinheiro seja muito bem investido”.

De acordo com presidente da Fapemat, Marcos de Sá, o Governo do Estado executa com muito orgulho o Programa Centelha-MT e acredita que essa ação do MCTIC irá alavancar a busca de soluções inovadoras, mostrando grandes exemplos aos matogrossenses. “O melhor caminho para o desenvolvimento sustentável de um estado passa pelo empreendedorismo, a troca de informações. A Fapemat, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) proporcionará um apoio de até R$30 mil em bolsas para as empresas selecionadas no programa”.

Fonte: Imprensa Fapemat

 

Bahia

Workshop Centelha Bahia

Para celebrar e prestigiar os participantes contemplados no programa Centelha Bahia, a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) realizou um Workshop virtual no dia 21 de dezembro. O encontro teve a presença da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro, do diretor da Fapesb, Márcio Costa e do representante da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcelo Camargo.  Também houve a apresentação de cinco empresas contempladas pela parceria da Fapesb com Vilage Marcas e Patentes, através de uma apresentação de Laêmia Gondim.

De acordo com Adélia Pinheiro, a ocasião precisa ser celebrada. “Apesar das circunstâncias que exigem isolamento social, em virtude da pandemia da Covid-19, não poderíamos deixar que a conclusão das etapas de seleção passasse em branco. O Programa Centelha Bahia, é um programa que tem importância fundamental para o Estado, no sentido não só de mover a economia, mas também de criar oportunidades para que pessoas que antes não tinham este acesso, agora possam receber financiamento e acompanhamento para desenvolver seu próprio negócio”, disse.

Márcio Costa relembrou do que se trata o programa e afirmou que a segunda edição está muito próxima de ser lançada. “O Centelha Bahia contou com cerca de mil propostas inscritas no ano passado e vai conceder aos participantes, provenientes dos municípios de Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Paulo Afonso, Guanambi e Itajuípe, recurso financeiro de R$ 60 mil para que possam desenvolver seus trabalhos. Além disso, a Fapesb conseguiu captar mais recursos, na ordem de R$ 2,2 milhões, para o lançamento de uma segunda edição do programa em 2021, através do Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores, da Finep. A previsão é que o edital seja lançado em março de 2021, após os trâmites das próximas etapas de seleção”, declarou.

O Programa Centelha é resultado de uma ação cooperada de parceiros do Ecossistema de Inovação. Na Bahia, a execução do projeto é da Fapesb, que é vinculada à Secti, enquanto no âmbito federal fica por conta da Finep e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC). São também apoiadores o Conselho das Fundações de Amparo (Confap), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e a Fundação CERTI.

Fonte: Imprensa Fapesb

Eventos pelo Brasil

Minas Gerais

Print da tela do evento online com os participantes do webnário.

2º Webnário Centelha MG

No dia 1º de dezembro, os participantes do 2º Webinário Centelha MG foram levados a refletir: de que formas poderiam inventar, se reinventar e mudar seu ponto de vista? Conhecimento e trocas de experiências podem ter esse efeito e apontar para caminhos, até então, imprevisíveis. Com esse espírito, o Webinário propôs uma discussão sobre o caminho do sucesso.

Aberto ao público na parte da manhã, o evento contou com a participação do presidente da FAPEMIG, Paulo Beirão. Ele destacou a relevância das empresas de base tecnológica e sua importância na transformação do conhecimento em produtos e processos, que beneficiam a sociedade. Marcelo Nicolas Camargo, superintendente da área de pesquisa aplicada e desenvolvimento da Finep, também participou da abertura, quando destacou a importância do plano de negócios para enfrentar desafios típicos do ambiente de inovação – os riscos tecnológicos e a continuidade.

Carlos Eduardo Bizzotto, consultor da Fundação CERTI, proferiu a palestra “Validação de negócio: será que a minha startup vai ser um sucesso?”. Dentro outros, Bizzotto abordou a noção de desenvolvimento de clientes e, consequentemente, de soluções para os mesmos. “Todo mundo geralmente começa o negócio pela criação do produto, antes de pensar no cliente”, justifica. Na parte da tarde, as atividades foram direcionadas aos aprovados no programa, e os debates giraram em torno de ferramentas para os negócios.

Fonte: FAPEMIG

Pernambuco

Print da reunião com os participantes.

Reunião para assinatura dos Termos de Outorga Centelha PE

Na quarta-feira, 9 de dezembro, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) realizou uma reunião virtual para a assinatura dos Termos de Outorga dos projetos Centelha/PE e o Tecnova 2. O evento contou com a participação do presidente da Facepe, Fernando Jucá, e do secretário-executivo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonildo Sales, do superintendente da Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcelo Camargo, além dos representantes dos programas aprovados.

O Programa Centelha é um importante projeto que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora. O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

Com o Termo de Outorga assinado, as empresas contratadas no Centelha receberão os recursos financeiros e começarão a fase de Acompanhamento.

Fonte: Facepe

Rio Grande do Norte

Print da reunião online com 6 participantes

Evento no Rio Grande do Norte com participação da Fapern, Sebrae e Fundação Certi

Na quinta-feira, 10 de dezembro, o SEBRAE do Rio Grande do Norte realizou o evento de assinatura do Termo de Outorga dos projetos contemplado no Programa Centelha RN. Dos 15 projetos aprovados, 14 assinaram o Termo e participaram do encontro virtual.

Participaram do evento Marcelo Toscano, Diretor Administrativo do SEBRAE RN, David Xavier, Gerente da Unidade de Inovação e Negócios do SEBRAE RN, Richard Affonso Correa, Analista do Departamento de Desenvolvimento Tecnológico e Subvenção Descentralizada (DDTS) da FINEP, o Prof. Júlio Resende, Diretor de Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Norte, além de convidados parceiros e representantes dos projetos.

Durante o evento, os projetos contratados receberem orientações sobre os próximos passos no Centelha RN, como prestação de contas, além de palestras sobre Propriedade Intelectual e Ecossistemas de Inovação e Startups.
O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação CERTI.

Eventos pelo Brasil

Santa Catarina

A imagem é um print de uma vídeo chamada com as câmeras de Leandro Carioni e Fabio Zabot ligadas.

1º Encontro Programa Centelha SC

Os aprovados no Programa Centelha SC se reuniram no dia 30 de outubro em um evento online e receberam mentoria para que os projetos possam ser desenvolvidos da melhor maneira possível. No total, são 28 empresas, de várias cidades catarinenses, que receberão o fomento de até R$ 60 mil cada.

Logo na abertura do evento o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen; o superintendente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcelo Camargo; e o gerente da Finep, Vitor Kappel; deixaram seus recados.

Após, Leandro Carioni, diretor do Centro de Empreendedorismo da Fundação CERTI, fez uma explicação sobre o tema “Os Desafios do Empreendedorismo”. Agente de Tecnologia e Inovação da Fapesc, Gabriela Mager, trouxe para o debate o tema “Os Compromissos Assumidos pelos Proponentes”.

“Propriedade Intelectual – Patentes” foi tratado pela coordenadora de projetos da Fapesc, Camila Ferreira Nunes. Os participantes ainda receberam orientações sobre execução técnica e financeira e como realizar a prestação de contas. As coordenadoras de projetos da Fapesc, Daniela Pires, Scheila Néres e Emanuelle Marques Nunes deram as dicas necessárias para que os projetos sejam executados cumprindo todas as regras. Ao final os participantes do evento puderam tirar suas dúvidas sobre esta etapa do Programa Centelha.

“O Programa Centelha prevê não apenas o fomento, mas também esse acompanhamento e orientações. O objetivo da Fapesc é que lá na frente essas ideias saiam do papel e gerem empregos e renda. São ótimos projetos e que encontrarão no Programa Centelha a ajuda necessária para dar certo”, destaca o presidente Fábio Zabot Holthausen.

Fonte: Fapesc

 

Piauí

Print da vídeo chamada com os proponentes.

Cerimônia virtual com os projetos contemplados no Programa Centelha PI

O Programa Centelha Piauí, promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI e executada no Piauí pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí, realizou a cerimônia de outorga para as propostas de negócio contempladas.

Dos 28 projetos aprovados, 16 assinaram o termo de outorga e outros 9 devem assinar até 15 de janeiro.

A reunião, que aconteceu de maneira virtual no dia 20/11, contou com a participação de representantes de todas as entidades envolvidas com o Programa e também dos representantes das ideias contempladas.  Durante o evento, foram informadas as medidas que devem ser tomadas a fim de seguir o cronograma de atividades.

As equipes anunciadas como vencedoras, e que foram outorgadas durante o evento, criaram suas empresas e agora devem começar o processo de Acompanhamento. Foram anunciados também os benefícios oferecidos por parceiros do programa.

Fonte: Fapepi

 

Amazonas

Premiação dos projetos selecionados no Programa Centelha AM

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) promoveu nesta segunda-feira (30/11) evento on-line de premiação dos projetos contratados no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores (Programa Centelha), Edital Nº 011/2019, desenvolvido em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A solenidade foi transmitida no canal do Youtube da Fapeam.

O evento de premiação foi realizado com os 12 primeiros projetos aptos para a contratação. Lançado em 2019, o Programa Centelha no Amazonas recebeu 964 propostas da capital e do interior. Ao final, 28 projetos de empreendimento foram selecionados, outros 22 foram aprovados como suplentes para serem contemplados em caso de desistência ou inabilitação entre os primeiros aprovados.

O processo do Programa durou quase 1 ano e envolveu a seleção, orientação e capacitação dos candidatos.

“Todos que submeteram propostas estão de parabéns pela coragem e ousadia de inscreverem seus projetos. Aos aprovados desejamos que tenham êxito nesta nova fase que se inicia, assim como tiveram durante a avaliação, e que ao final do projeto sejam vitoriosos em relação aos novos empreendimentos desenvolvidos em áreas estratégicas para o desenvolvimento do estado”, disse a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales.

O superintendente da área de pesquisa e desenvolvimento tecnológico da Finep, Marcelo Nicolas Camargo, acrescentou que o Programa Centelha permite, a partir do surgimento de uma ideia, concretizar um sonho que é a formação de uma empresa, ao final de um processo de três fases do Programa, em que as ideias são avaliadas e aprimoradas.

“O recurso de subvenção econômica está sendo concedido às empresas e, é muito importante que esse capital seja bem utilizado com destinação efetiva para o desenvolvimento de inovação, que permita até combater as desigualdades sociais e consiga lançar produtos e serviços inovadores para o mercado”, comentou.

Para o diretor executivo do Centro de Empreendedorismo Inovador da Fundação Certi, Leandro Carioni, desde o início, o Programa Centelha, foi estruturado para o desenvolvimento regional e está extremamente conectado a um ecossistema de inovação da região, principalmente às incubadoras, às universidades e aqueles atores chaves, o de formação de startups.

“Parabenizo a Fapeam e o governo do Amazonas pela organização do Centelha no Estado. Com isso, conseguimos alcançar um feito muito significativo, a 4ª posição no Brasil em número de propostas submetidas (964). Eu entendo que o Amazonas é o grande representante do norte do país singularizando muito bem o Estado tanto em disciplina de organização quanto em resultados nesse Programa”, ressaltou.

Fonte: FAPEAM

Eventos pelo Brasil

Sergipe

A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe realizou no dia 1º de setembro de 2020 o I Encontro de Orientações e Acompanhamento com as 21 Empresas Contempladas pelo Programa Centelha Sergipe. O objetivo do encontro foi orientar as empresas contratadas na utilização dos recursos de subvenção, apresentar o manual de prestação de contas, e informar como será o acompanhamento dos projetos.

O encontro aconteceu no auditório do SergipeTec e contou com a participação da diretoria executiva da FAPITEC, a diretoria do SergipeTec, e dos representantes da FINEP e da Fundação CERTI.

O analista da FINEP, Vitor Kappel, apresentou as ações e projetos desenvolvidos pela FINEP e ressaltou a importância das empresas estarem participando de um Programa Nacional que é o Centelha. A analista da Fundação CERTI, Helena Zanette, apresentou os benefícios concedidos por parceiros do Programa Centelha às empresas contratadas. Ainda resta a contratação de 3 empresas suplentes que estão providenciando a documentação. No total serão 24 empresas contratadas.

I Encontro de Orientações e Acompanhamento com as 21 Empresas Contempladas pelo Programa Centelha Sergipe.

I Encontro de Orientações e Acompanhamento com as 21 Empresas Contempladas pelo Programa Centelha Sergipe.

FONTE: FAPITEC/SE

Mato Grosso do Sul

Os empreendedores aprovados no Centelha MS participaram da Cerimônia de Contratação realizada online no dia 01 de setembro. O Centelha MS integra as ações de fomento à ciência e tecnologia por meio da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e sua vinculada, Fundect (A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado). As ideias inovadoras de startups e empresas iniciantes foram selecionadas entre 564 propostas inscritas e irão receber apoio financeiro de até R$ 60 mil cada, por meio do Programa Centelha MS.

“O Centelha é a consolidação do projeto do Governo de Mato Grosso do Sul de desenvolver ciência e tecnologia para atender as necessidades do mercado. Mesmo com tantas dificuldades, Mato Grosso do Sul está investindo em inovação, em negócios inteligentes, em ações que trarão desenvolvimento, emprego e renda para nossa gente”, destacou o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

O diretor-presidente da Fundect, Márcio Pereira, deu as boas-vindas a todos os participantes e lançou oficialmente a segunda edição do Programa Centelha. “O Centelha em Mato Grosso do Sul é sucesso absoluto, e claro que não poderíamos ficar de fora de sua segunda edição. Fundect, Semagro e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul já estão trabalhando arduamente para garantir um aporte ainda maior de recursos para esta edição do Programa”, afirmou o presidente.

Secretário-adjunto da Semagro, Ricardo Senna lembrou que em 2017, quando a Fundect se tornou vinculada a Semagro, o governador Reinaldo Azambuja lançou o desafio de transformar a base da economia estadual com maior abertura para a inovação e a sustentabilidade. “Podemos dizer que aqui temos a ciência e a tecnologia e inovação como molas propulsoras do desenvolvimento. Precisamos mostrar que isso está acontecendo no MS”.

Juliano Thomé, da empresa D-Módulo, que fabrica casas de baixo custo orçamentário e baixo impacto ambiental, foi o primeiro colocado dentre os 30 selecionados.

“O Centelha é o “start” que precisávamos para tirar nossas ideias do papel e oferecer para Mato Grosso do Sul novas oportunidades de negócio por meio da inovação. Todos somos vencedores, agradeço imensamente ao Governo do Estado por meio da Fundect e Semagro, além da Finep e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação”, afirmou.

Evento online de contratação das empresas do Centelha MS

Evento Online de Contratação das Empresas do Centelha MS

FONTE: SEMAGRO

Goiás

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) realizou nesta quinta-feira, dia 15, pelo canal da Fapeg no Youtube, uma reunião com os autores dos projetos selecionados por meio da Chamada Pública 03/2019 – Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores (Centelha Goiás). O objetivo foi orientar os contemplados do Centelha-GO sobre a nova fase do programa – de Execução e Acompanhamento para consolidação de suas empresas.

Após passar pelas três etapas de seleção que aconteceram de setembro de 2019 a maio de 2020, os 28 novos empreendedores inovadores, que iniciaram a caminhada com uma ideia inovadora, agora já com CNPJ constituído, começam a jornada empreendedora. Eles vão receber acompanhamento, capacitação e suporte para que consigam, nos próximos 12 meses, aplicar da melhor forma possível o recurso de até R$60 mil concedido em forma de subvenção econômica para o cumprimento dos planos de trabalhos propostos. Receberão ainda, informações sobre os benefícios disponíveis para o desenvolvimento do produto ou serviço inovador, capacitação da equipe ou acesso a potenciais clientes e investidores e prestação de contas.

Para explicar sobre esta nova fase, a Fapeg, executora do programa em Goiás, reuniu os selecionados e representantes dos órgãos promotores do programa e parceiros. Participaram da reunião, o diretor executivo do Centro de Empreendedorismo Inovador da Fundação Certi, Leandro Carioni; o analista da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Vitor Kappel; o secretário de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira; o presidente da Fapeg, Robson Vieira; e o diretor de Programas e Monitoramento da Fapeg, Vanderlei Cassiano. O evento foi coordenado por Polyana Mendonça, da Fapeg.

Ao dar as boas-vindas aos participantes, o presidente da Fapeg ressaltou que “os resultados e os números obtidos pelo Centelha em Goiás são satisfatórios e importantes e ajudam a criar o grande mapa da inovação em Goiás.” Destacou que o Centelha é um programa democrático em termos de regionalidade, lembrando que dos 246 municípios goianos, 64 submeteram projetos, totalizando 917 propostas apresentadas.

O secretário de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira destacou a importância do trabalho conjunto entre Sedi e Fapeg em prol do desenvolvimento do Estado no que diz respeito à inovação e empreendedorismo.

O representante da Finep, Vitor Kappel, anunciou o Centelha 2. “Estamos trabalhando para trazer um pacote ainda maior e melhor. É um motivo de muito orgulho chegar nesse momento sabendo que tanto esforço foi feito nos últimos dois anos para a construção de um programa sofisticado, que exige muita articulação e essa articulação não existiria sem as FAPs. A Fapeg está de parabéns pelo trabalho brilhante que vem sendo feito, os números falam isso, e alcançou projetos do melhor gabarito. O programa culmina aqui com um marco temporal muito emblemático, que é o acompanhamento,” afirmou Kappel.

Kappel aconselhou aos novos empreendedores que fiquem atentos e bem informados, pois “a Finep e as Fundações de Amparo à Pesquisa têm disponibilizado janelas de oportunidades únicas”. Destacou os três produtos com os quais a Finep trabalha: subvenção, investimento e crédito, este último com recursos subsidiados pelo tesouro nacional o que representa uma taxa mais competitiva que outros bancos, além de carência maior. “É importante conhecer tudo o que está atrelado a estes três produtos e, principalmente, conhecer o ecossistema local. Precisamos da legitimidade dos cases de vocês, dos projetos de subvenção apoiados para garantir ainda mais recursos,” comentou. Citou ainda os programas Tecnova, o Finep Startup e o InovaCred ressaltando que é preciso aprender a usar o fomento no momento certo de maturidade da empresa, sem no entanto, ficar dependente da subvenção para o crescimento da empresa.

Leandro Carioni, da Fundação Certi destacou que “a nossa responsabilidade é guiá-los nessa jornada de validação desse MVP, a jornada de olhar os seus primeiros clientes e investidores e de fazer com que vocês tenham um bom modelo de negócios. E para isso vamos fazer de tudo. Temos uma equipe bem capacitada na Finep, na Fapeg, na Sedi, e na Fundação Certi e temos alguns benefícios que vão abrir portas para conexões com o mercado”.

Print do evento online. Na esquerda, no canto inferior é possível ver a imagem do Presidente da FAPEG, Robson Vieira com fone de ouvindo.  Acima a Giovanna do atendimento da FAPEG está falando com fones de ouvido. À direita, no canto inferior está a imagem do Secretário da SEDI, Mario Cesar Pereira. Abaixo, a imagem do Vitor Kappel, da Finep.

Evento de orientações para os aprovados em Goiás

FONTE: Fapeg